Conheça os índices econômicos do Paraná e saiba por que é vantajoso investir nesse estado.

127 Escritorio Geraldo - GR Contábil
Classifique nosso post [type]

Os dados constam da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta quinta-feira (13).

O setor de serviços cresceu 2,1% no Paraná em novembro de 2021 frente a outubro do mesmo ano, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados constam da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS), divulgada nesta quinta-feira (13).

Esse é o setor que engloba restaurantes, turismo, academias de ginástica, escolas e transporte, e que teve as atividades plenamente retomadas no ano passado com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

Foi o oitavo mês de 2021 com crescimento no volume de serviços, além de fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e agosto. Novembro apontou recuperação depois de duas pequenas baixas em setembro (-0,2%) e outubro (-2,5%).

Em relação a novembro de 2020, ainda duramente impactado pela pandemia, o crescimento foi superior, de 10,7%, nono consecutivo no recorte mensal. O resultado positivo nesse quadro mais amplo aconteceu em quatro das cinco atividades pesquisadas e mostra a diferença entre os cenários sem vacina de 2020 e com vacina e retomada econômica de 2021.

Segundo o levantamento, tiveram evolução o setor de transporte (trens turísticos, transporte de cargas, transporte aéreo, táxi e fretamento), de 20,3%; serviços prestados às famílias (hotéis, restaurantes, parques temáticos, lavanderias, ensino, cabeleireiros e produção de eventos), de 9,7%; serviços profissionais (atividades jurídicas, fotografia, arquitetura, locações não imobiliárias e mão de obra em geral, de limpeza e segurança), de 4,6%; e serviços de informação (operadoras de TV, portais, edição de livros e atividades de rádios), de 2%.

Na variação acumulada do ano (janeiro a novembro de 2021, frente ao mesmo período de 2020), o crescimento foi de 8,5%, mais um indicador que aponta a recuperação do setor. Nesse caso também houve aumento em quatro dos cinco recortes: transportes (12,5%), serviços para as famílias (8,4%), serviços profissionais (7,2%) e serviços de comunicação (4,4%).

ATIVIDADES TURÍSTICAS – O volume de atividades turísticas cresceu 6,3% na variação do mês (frente a outubro de 2021) e 19% na variação mensal (comparativo com o mesmo mês de 2020). No acumulado do ano, o crescimento foi de 12,7%.

Com o avanço da vacinação, o Estado voltou a receber turistas estrangeiros em maior escala e os atrativos reabriram com 100% de capacidade e novos atrativos.

No indicador de receita, que mede o faturamento das atividades turísticas, o crescimento foi de 5,5% na variação do mês, 28,9% no indicador mensal e 16,4% no acumulado do ano.

NACIONAL – Em novembro de 2021, o volume de serviços no Brasil cresceu 2,4% frente a outubro, na série com ajuste sazonal. Frente a novembro de 2020, o volume de serviços avançou 10,0%, nona taxa positiva consecutiva. No acumulado do ano, o volume de serviços avançou 10,9% frente a igual período do ano anterior

Fonte: AEN – Paraná

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Muito se fala em tratar os clientes de forma mais…
Cresta Posts Box by CP
Envie uma mensagem para nós!