Controle de custos: dicas valiosas que vão ajudar você nessa tarefa!

Blog Aut Curadoria (geraldo) - GR Contábil
Classifique nosso post [type]

Um dos fatores que mais influenciam no crescimento de uma empresa é o controle dos custos dela. Para que ela consiga crescer de maneira efetiva, é necessário realizar um controle de custos muito fino, desde as pequenas até as multinacionais.

Não é difícil encontrar negócios que fecham em decorrência do descontrole de suas finanças. Não só para se manter aberto, o controle financeiro é também de extrema importância para aumentar a competitividade de mercado.

Quer saber como deixar tudo andando certinho em sua empresa? Continue lendo esse texto, pois separamos ótimas dicas para que você deixe tudo em dias no financeiro e fique tranquilo!

A importância do controle de custos em sua empresa

O controle de custos está intimamente ligado a uma visão estratégica em que é possível traçar objetivos claros e alcançáveis. Essa visão será a base e o norte das operações comerciais e também estão diretamente ligados a atividades de gestão do negócio.

Esse é um processo que contribui para que as metas definidas sejam realmente atingidas, e não somente, para avaliar a factibilidade delas. Afinal, é o controle financeiro que torna possível avaliar bem os custos e permite que ações estratégicas sejam tomadas a fim de manter a empresa na direção pré-determinada.

Esse cenário ainda é mais importante para pequenas e médias empresas, pois o capital é limitado e as opções de crédito não são muitas. Sendo assim, é necessário ter atenção redobrada sobre os recursos financeiros! Se você é um pequeno empreendedor, esse texto também está cheio de dicas para você!

Não é algo fácil, contudo, podemos fazer uma analogia a organização pessoal: até que se estabeleça um sistema que realmente funcione, demanda tempo e paciência para que se possa desenvolver, testar e ajustar o sistema a cada eventualidade que possa aparecer. Não é muito diferente para as empresas.

O que é uma boa gestão de custos?

A gestão financeira de uma empresa, quando mal executada, faz com que a empresa não tenha os resultados esperados e também tenha bastante dificuldade em manter as metas. Mas o que é necessário para fazer essa gestão de forma eficiente?

Primeiro -diríamos até mais importante- são as análises dos processos financeiros, que devem estar detalhados em planilhas e/ou outras formas de dispor esses dados de forma legível para todos. Ademais, manter-se atento às oportunidades de investimento que podem aparecer pode fazer toda a diferença para a sua empresa.

No fim das contas, uma planilha de gastos bem elaborada resulta em menos descontrole nos gastos, tudo isso porque é possível ter acesso a informação certa na hora certa, permitindo a tomada de decisão estratégica. Nunca subestime um levantamento de rotina, nele podem conter informações muito relevantes para a saúde financeira do seu negócio.

Saiba também como negociar prazos e dívidas com fornecedores ao clicar aqui

Como fazer o controle de custos

Agora que você já conseguiu entender o que é e qual a importância do controle financeiro para a sua empresa, podemos nos aprofundar um pouco em como conseguir essa proeza.

Bem, sem mais delongas vamos lá às dicas de como fazer e manter um controle efetivo:

As contas da empresa e dos sócios não podem se confundir

Essa é a regra básica e certamente já foi reiterada inúmeras vezes, contudo, nunca é demais reiterar algo tão primordial para manter o controle fino das contas da empresa. Caso o sócio faça qualquer compra pessoal, ela não pode, em hipótese alguma, ser realizada da conta da empresa ou ser lançada em sua contabilidade.
Caso o cenário acima aconteça, não será possível avaliar os resultados obtidos e as medidas implementadas não corresponderão com a realidade.

Implemente um fluxo de caixa e acompanhe o capital de giro

Colocando de forma simples, o fluxo de caixa e o controle de entrada e saída dos fundos da empresa. Todo o faturamento, assim como todos os gastos estão devidamente contabilizados.
Quando falamos do capital de giro, estamos falando dos recursos disponíveis para serem utilizados em procedimentos de curto prazo. Esse é um dado obtido pela diferença entro o Ativo Circulante e o Passivo Circulante. O seu valor positivo implica que a empresa consegue operacionalizar as suas ações com recursos internos.

Um olho nos gastos

Observar os gastos sob olhos críticos é muito importante para identificar todos aqueles gastos que são desnecessários para a empresa. Além disso, é preciso observar os gastos que são necessários, contudo, são muito altos e necessitam ser otimizados.
Para atingir esse objetivo, pode-se desde diminuir os gastos com papelaria até implementar políticas de terceirização de alguns serviços, cortando diversos gastos!

O outro olho no estoque

O estoque é outro item da gestão de custos que pode facilmente drenar grande parte dos recursos de uma empresa. Nesse sentido, fica clara a necessidade de ter um bom controle de estoque. Este é um item que pode comprometer o capital de giro, algo que você certamente não quer.
O cálculo do nível ideal do estoque é necessário a fim de controlar os gastos e manter sua empresa saudável.

Cuidado ao escolher seus fornecedores

Não se apaixone por aquele que somente irá te oferecer o menor preço. Procure sempre aqueles que tenham diversidade de produtos e de serviços. Isso faz com que você tenha uma posição estratégica na hora de negociar.
Essas são algumas dicas para manter o controle de custos da sua empresa, existem muito mais facetas para esse assunto.

Fonte: Papo Biz

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Esse efeito será em decorrência de um possível incremento de…
Cresta Posts Box by CP
Envie uma mensagem para nós!