Fomento Paraná: conheça as mudanças que ajudarão na retomada econômica

127 Geraldo - GR Contábil
Classifique nosso post [type]

Instituição financeira estadual aumentou para R$ 5 milhões o limite de crédito financiável por projeto para investimento fixo com capital de giro associado.

Diante da necessidade de crédito para empreendedores e empresas no processo de retomada da atividade econômica no Estado pós-pandemia, a diretoria da Fomento Paraná decidiu nesta quarta-feira (16) instituir novos limites de valor em financiamentos e elevar de R$ 2 milhões para R$ 5 milhões o limite por operação. O valor considera projetos de investimento fixo até R$ 3,5 milhões e capital de giro associado ou puro até R$ 1,5 milhão. O limite fica ainda maior para projetos que envolvem inovação, que podem ser atendidos com recursos da Finep (Financiadora de Estudos e Projetos), por meio da linha Inovacred e suas variantes.

“A diretriz determinada pelo governador Carlos Massa Ratinho Junior à Fomento Paraná é direcionar todos os esforços para colocar crédito no mercado apoiando principalmente as micro e pequenas empresas, de modo a acelerar a retomada da atividade econômica e manter um bom ambiente de negócios, capaz de gerar empregos e melhorar a renda”, afirma Heraldo Neves, diretor-presidente da instituição financeira estadual.

“Essa elevação de limites se faz necessária também diante do próprio ritmo de solicitações de crédito, das perspectivas de captação de recursos de diferentes fontes nas quais a Fomento Paraná vem trabalhando e da nossa capacidade instalada de processamento e análise, que vem recebendo melhorias contínuas”, acrescenta.

As fontes de recursos para atender aos novos limites podem ser próprias da Fomento Paraná ou de repasses e captações do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), Finep, do Fungetur/Ministério do Turismo, ou ainda de novas captações.

CAPTAÇÕES

A Fomento Paraná vem trabalhando na diversificação de fontes para captação de recursos para financiamentos para atender ao Plano de Negócios e Estratégia de Longo Prazo. O principal projeto de captação de recursos autorizado é junto à CAF – Banco de Desenvolvimento da América Latina, no montante de US$ 50 milhões (aproximadamente R$ 275 milhões), que deve ser concluído no primeiro trimestre de 2022 e atender principalmente solicitações de micro e pequenas empresas.

Historicamente, a principal origem dos recursos para as operações é o BNDES, que renovou o limite da instituição para operações de crédito com repasse de recursos para até R$ 123,9 milhões no período de julho de 2021 a junho de 2022.

MICROCRÉDITO

Com o aumento do volume de operações de microcrédito, que neste ano deve superar a marca de R$ 100 milhões em novos contratos e consome parte desse limite fornecido pelo BNDES, estão em tratativa com o Banco do Brasil a captação de recursos orientados ao microcrédito na modalidade DIM Depósitos Interfinanceiros de Microcrédito, de R$ 50 milhões. Outra negociação autorizada com a Caixa Econômica Federal prevê a captação de até R$ 11 milhões, também pra operações de microcrédito.

O microcrédito é limitado a operações de até R$ 10 mil para empreendedores informais e até R$ 20 mil para MEIS e microempresas com faturamento anual até R$ 360 mil ao ano.

FOMENTO GIRO FÁCIL

Para atender o volume de pedidos de crédito de empreendedores e escoar os recursos das novas captações, a Fomento Paraná vem trabalhando em diversas frentes, como a ampliação do número de parcerias e o melhoramento nas plataformas de processamento e análise de crédito.

A linha Fomento Giro Fácil, voltada a empréstimos de capital de giro em valores de até R$ 500 mil, para micro e pequenas empresas, foi desenvolvida em uma plataforma especialmente criada para atender entidades credenciadas como correspondentes, principalmente em associações comerciais e empresariais e Sociedades Garantidoras de Crédito.

“Embora o foco principal seja a oferta de recursos para expansão de negócios, no atual cenário a principal demanda das empresas ainda é pelo capital de giro. Por isso é importante ter uma ferramenta ágil para trabalhar com nossos parceiros e taxas atrativas para o empreendedor”, afirma Neves.

COMO CONTRATAR

O acesso às linhas de crédito se dá principalmente por meio da Rede de Parceiros agentes de crédito, que atuam nas prefeituras conveniadas, como Salas do Empreendedor e Agências do Trabalhador, ou correspondentes de empresas especializadas ou nas associações comerciais e empresariais nas diversas regiões do Estado.

A relação de agentes e correspondentes e os respectivos contatos estão disponíveis no site da Fomento Paraná, que também permite o cadastramento de propostas de empréstimo ou financiamento em uma plataforma digital exclusiva.

Fonte: Agência Estadual de Notícias – Paraná

PRESSIONE AQUI AGORA MESMO E FALE JÁ CONOSCO PARA MAIS INFORMAÇÕES!

Deixe um comentário

Recomendado só para você
Foram 483 ações de atração de investimento desde 2019, em…
Cresta Posts Box by CP
Envie uma mensagem para nós!